Primeiro Gadget

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Aceleração da expansão do Universo pode dispensar energia escura - O "Espaço-Tempo Respira" - Os impactos da respiração do espaço na SEGUNDA LEI DE NEWTON - No movimento de EXPIRAÇÃO (UNIVERSO SE EXPANDINDO), na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, veremos as forças gravitacionais entre estrelas e galáxias, velhas, da forma "A" - No movimento de INSPIRAÇÃO (UNIVERSO SE CONTRAINDO), na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, veremos as forças gravitacionais entre estrelas e galáxias, velhas, da forma "B", considerando o CÁLCULO DA ACELERAÇÃO GRAVITACIONAL


1. A matéria constante do item 5 abaixo registra que:

"Os resultados sugerem que, se déssemos um zoom poderoso o suficiente no Universo, perceberíamos que ele é composto por um espaço e um tempo que "flutuam" constantemente - o espaço-tempo se espicha e encolhe o tempo todo"

2. Dizer que "ESPAÇO-TEMPO SE ESPICHA E ENCOLHE O TEMPO TODO" é o mesmo que dizer que o "ESPAÇO-TEMPO RESPIRA".

3. O Livro de Urântia, no Documento 11, ao tratar sobre "A ILHA ETERNA DO PARAÍSO", aborda "A RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO", conforme transcrição do item 4 (Português) e 4.1 (Inglês) seguir.


3.1 No item 123.6, 11:6.4, do Livro de Urântia, no Documento 11, está registrado que "OS CICLOS DA RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, EM CADA FASE, DURAM UM POUCO MAIS DO QUE UM BILHÃO DOS ANOS DE URÂNTIA". 

3.2 Se os cientistas do Planeta Terra estão observando a EXPANSÃO DO ESPAÇO-TEMPO, conclui-se que observam o resultado do ciclo da EXPIRAÇÃO (UNIVERSO SE EXPANDINDO) na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, que dura "UM POUCO MAIS DO QUE UM BILHÃO DOS ANOS DE URÂNTIA".

3.3 No movimento de EXPIRAÇÃO (UNIVERSO SE EXPANDINDO) na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, veremos estrelas velhas (Estrela "A" e Estrela "B") se DISTANCIANDO uma da outra.

3.4 No movimento de INSPIRAÇÃO (UNIVERSO SE CONTRAINDO), na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, veremos as mesmas estrelas velhas (Estrela "A" e Estrela "B") se APROXIMANDO uma da outra.

3.4.1 Se a distância entre a Estrela "A" e a Estrela "B" diminui, na medida que o tempo passa, as forças gravitacionais locais, decorrentes da massa dos corpos da Estrela "A" e da Estrela "B" aumenta, apesar de a MASSA da Estrela A e da MASSA da Estrela B não se alterarem, por serem estrelas velhas.

3.4.2 A Segunda Lei de Newton, a seguir transcrita, se altera no movimento de INSPIRAÇÃO (UNIVERSO SE CONTRAINDO), na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, considerando que tal Segunda Lei de Newton foi concebida durante o movimento de EXPIRAÇÃO (UNIVERSO SE EXPANDINDO), na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO:

Da segunda Lei de Newton: F = m1.A, onde m1 = massa de um corpo qualquer. Sendo A uma constante (de aceleração) calculada a partir de m2 (na fórmula abaixo, representado por m), pois a massa de um astro (como a Terra) não varia significativamente no tempo.

A = \frac{G \cdot m}{r^2}

Esse valor A não depende da massa do corpo m1 – pelo simples motivo: a massa do astro m é muito maior que a do corpo, logo, seu valor é desprezado. Entretanto, para dois corpos definidos (por exemplo: a Terra e um único habitante ou duas frutas) utilizando-se no cálculo da constante A a maior massa ou a menor, o valor de F fica o mesmo: uma vez que o produto m1.m2 continua existindo e não modifica a fórmula da força de atração.

Observe que, no caso de uma queda livre, o valor de r² vai variando conforme o corpo se aproxima da superfície, logo o valor de A muda com o tempo. Mas como essa variação é muito pequena, para efeito de cálculo, o valor de A muitas vezes é considerado constante para qualquer que seja a altura de queda.

3.5 No movimento de INSPIRAÇÃO, na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, veremos galáxias velhas (Galáxia "A" e Galáxia "B") se APROXIMANDO uma da outra.

3.6 No movimento de EXPIRAÇÃO (UNIVERSO SE EXPANDINDO) na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, veremos galáxias velhas (Galáxia "A" e Galáxia "B") se DISTANCIANDO uma da outra.

3.7 No movimento de EXPIRAÇÃO (UNIVERSO SE EXPANDINDO), na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, veremos as forças gravitacionais entre estrelas e galáxias, velhas, da forma "A".

3.7.1 No movimento de INSPIRAÇÃO (UNIVERSO SE CONTRAINDO), na RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO, veremos as forças gravitacionais entre estrelas e galáxias, velhas, da forma "B", considerando o CÁLCULO DA ACELERAÇÃO GRAVITACIONAL, a seguir transcrito:

Cálculo da Aceleração Gravitacional. Onde F = força de atração entre os corpos; m1 = massa do primeiro corpo; m2 = massa do segundo corpo; r = vetor posição que representa a distância entre os dois corpos; G = constante universal da gravitação. Da segunda Lei de Newton: F = m1.

4. Início da transcrição da matéria:

6. A Respiração do Espaço

(123.3) 11:6.1 Não conhecemos o mecanismo factual da RESPIRAÇÃO DO ESPAÇO; observamos, meramente, que todo o espaço contrai-se e expande-se alternadamente. Essa respiração afeta tanto a extensão horizontal do espaço preenchido quanto as extensões verticais de espaço não-preenchido, que existem nos vastos reservatórios de espaço, acima e abaixo do Paraíso. 

Ao tentar imaginar os contornos do volume desses reservatórios de espaço, vós poderíeis pensar em uma ampulheta.

(123.4) 11:6.2 À medida que os universos da extensão horizontal do espaço preenchido se expandem, os reservatórios de extensão vertical do espaço não-preenchido contraem-se, e vice-versa. 

Há uma confluência entre o espaço preenchido e o espaço não-preenchido, exatamente abaixo do Paraíso inferior. 

Ambos os tipos de espaço confluem ali, através dos canais de regulagem da transmutação, onde se operam as mudanças que fazem com que o espaço preenchível torne-se não preenchível e vice-versa, nos ciclos de contração e expansão do cosmo.

(123.5) 11:6.3 Espaço “não-preenchido” quer dizer: não-preenchido por aquelas forças, energias, potências e presenças conhecidas como existentes em espaços ocupados. 

Não sabemos se o espaço vertical (de reservatório) é destinado sempre a funcionar como contrapeso do espaço horizontal (o universo); não sabemos se há um intento criador, que seja pertinente ao espaço não-preenchido; sabemos realmente pouquíssimo acerca dos reservatórios de espaço, sabemos quase meramente que existem e que parecem contrabalançar os ciclos de contração-expansão do espaço do universo dos universos.

(123.6) 11:6.4 Os ciclos da respiração do espaço, em cada fase, duram um pouco mais do que um bilhão dos anos de Urântia. 

Durante uma fase, os universos expandem-se; durante a seguinte, eles contraem-se. O espaço preenchido atualmente aproxima-se do ponto médio da fase de expansão, enquanto o espaço não-preenchido aproxima-se do ponto médio da fase de contração; e estamos informados de que os limites externos extremos de ambas as extensões do espaço, atualmente e em teoria, estão mais ou menos eqüidistantes do Paraíso. 

Os reservatórios de espaço não-preenchido, agora, estendem-se verticalmente acima do Paraíso superior e, para baixo do Paraíso inferior, estendem-se exatamente até o ponto em que o espaço ocupado, do universo, estende-se horizontalmente, para fora do Paraíso periférico até e mesmo para além do quarto nível do espaço exterior.

(124.1) 11:6.5 Por um bilhão de anos do tempo de Urântia, os reservatórios do espaço contraem-se, enquanto o universo-mestre e as atividades de força, de todo o espaço horizontal, expandem-se. 

Assim, um pouco mais do que dois bilhões de anos de Urântia são necessários para que se complete, por inteiro, o ciclo de expansão-contração.

Fonte - Link http://www.urantia.org/pt/o-livro-de-urantia/documento-11-ilha-eterna-do-paraiso

4.1 Início da transcrição da matéria:

The Urantia Book - Paper 11 - The Eternal Isle of Paradise


6. Space Respiration

11:6.1 (123.3) We do not know the actual mechanism of space respiration; we merely observe that all space alternately contracts and expands. 

This respiration affects both the horizontal extension of pervaded space and the vertical extensions of unpervaded space which exist in the vast space reservoirs above and below Paradise. In attempting to imagine the volume outlines of these space reservoirs, you might think of an hourglass.

11:6.2 (123.4) As the universes of the horizontal extension of pervaded space expand, the reservoirs of the vertical extension of unpervaded space contract and vice versa. 

There is a confluence of pervaded and unpervaded space just underneath nether Paradise. Both types of space there flow through the transmuting regulation channels, where changes are wrought making pervadable space nonpervadable and vice versa in the contraction and expansion cycles of the cosmos.

11:6.3 (123.5) “Unpervaded” space means: unpervaded by those forces, energies, powers, and presences known to exist in pervaded space. 

We do not know whether vertical (reservoir) space is destined always to function as the equipoise of horizontal (universe) space; we do not know whether there is a creative intent concerning unpervaded space; we really know very little about the space reservoirs, merely that they exist, and that they seem to counterbalance the space-expansion-contraction cycles of the universe of universes.

11:6.4 (123.6) The cycles of space respiration extend in each phase for a little more than one billion Urantia years. 

During one phase the universes expand; during the next they contract. Pervaded space is now approaching the mid-point of the expanding phase, while unpervaded space nears the mid-point of the contracting phase, and we are informed that the outermost limits of both space extensions are, theoretically, now approximately equidistant from Paradise. 

The unpervaded-space reservoirs now extend vertically above upper Paradise and below nether Paradise just as far as the pervaded space of the universe extends horizontally outward from peripheral Paradise to and even beyond the fourth outer space level.

11:6.5 (124.1) For a billion years of Urantia time the space reservoirs contract while the master universe and the force activities of all horizontal space expand. It thus requires a little over two billion Urantia years to complete the entire expansion-contraction cycle.

Fonte - Link http://www.urantia.org/urantia-book-standardized/paper-11-eternal-isle-paradise

5. Início da transcrição da matéria:

Aceleração da expansão do Universo pode dispensar energia escura

Os resultados sugerem que, se déssemos um zoom poderoso o suficiente no Universo, perceberíamos que ele é composto por um espaço e um tempo que "flutuam" constantemente - o espaço-tempo se espicha e encolhe o tempo todo

Redação do Site Inovação Tecnológica -  18/09/2017

São crescentes as dúvidas sobre a aceleração da expansão do Universo - há dúvidas também sobre a idade do Universo e sobre se o Big Bang realmente ocorreu.[Imagem: JHUAPL/SwRI]

Dúvidas sobre o lado escuro do Universo

Embora seja largamente aceita na comunidade científica, a ideia de que o Universo está se expandindo, e de que essa expansão está se acelerando, tem sido objeto de dúvida por parte de um número crescente de pesquisadores.

A questão fundamental é: O que impulsiona a expansão e a aceleração da expansão do Universo?

O modelo padrão chama essas "causas" de matéria escura e energia escura, mas todas as tentativas de detectar sinais de ambas falharam até agora.

Um trio de físicos da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, acaba de oferecer uma nova abordagem que talvez possa livrar os cientistas da necessidade de explicar esse cada vez mais incômodo "lado escuro" do Universo.

Crescem dúvidas sobre aceleração da expansão do Universo

Espaço flutuante

A equipe abordou a questão da expansão do Universo encarando de frente uma incompatibilidade entre duas das mais bem-sucedidas teorias que explicam o funcionamento do nosso universo: a mecânica quântica, nas dimensões microscópicas, e a teoria da relatividade geral de Einstein, nas dimensões cósmicas.

Os resultados sugerem que, se déssemos um zoom poderoso o suficiente no Universo, perceberíamos que ele é composto por um espaço e um tempo que "flutuam" constantemente - o espaço-tempo se espicha e encolhe o tempo todo.

"O espaço-tempo não é tão estático quanto parece, ele está constantemente em movimento," explicou Qingdi Wang.

"Esta é uma nova ideia em um campo onde não tem havido muitas novas ideias para tentar abordar esta questão", acrescentou seu colega Bill Unruh.

Espaço pode ser formado por "átomos de espaço"

Aceleração da expansão do Universo pode dispensar energia escura

Esta não é a primeira vez que os físicos tentam se livrar da matéria escura e da energia escura.

Como em outras tentativas, parece que o segredo da questão está no nosso desconhecimento sobre o que realmente é a gravidade. [Imagem: Sandbox Studio/Ana Kova]

Energia do vácuo

Quando os dados começaram a indicar que o Universo está em uma expansão acelerada - isto foi em 1998 - os astrônomos e físicos sugeriram que o espaço não é vazio, em vez disso estando repleto de uma energia que empurra a matéria - a famosa energia escura.

O candidato mais natural para compor a energia escura é a energia do vácuo. Contudo, quando os físicos aplicam a teoria da mecânica quântica à energia do vácuo, ela prevê que a energia de vácuo tem uma densidade incrivelmente elevada, muito mais do que a energia total de todas as partículas de matéria no Universo.

Se isso for verdade, a teoria da relatividade geral sugere que essa energia do vácuo teria um efeito gravitacional descomunal - a maioria dos físicos acredita que os resultados indicam que o Universo deveria simplesmente explodir, e não meramente acelerar.

Felizmente isso não acontece, e o Universo parece se expandir bem devagar. Logo, a teoria não está completa, e há um problema que deve ser resolvido para a física fundamental progredir.

Velocidade da luz pode variar e vácuo não existe, propõem físicos

Expansão líquida

Ao contrário das tentativas anteriores, que se concentraram em modificar as teorias da mecânica quântica ou da relatividade geral para resolver a questão, Wang e seus colegas sugerem uma abordagem diferente.

Eles levaram a enorme densidade de energia do vácuo prevista pela mecânica quântica a sério e acreditam ter descoberto informações importantes sobre a energia de vácuo que não foram levadas em consideração nos cálculos anteriores.

Os novos resultados fornecem uma imagem física completamente diferente do Universo.

Nesta nova imagem, o espaço em que vivemos está flutuando - e flutuando para valer. Em cada ponto, ele oscila entre expansão e contração.

À medida que balança para frente e para trás, os dois movimentos quase se cancelam, mas um efeito líquido muito pequeno leva o Universo a se expandir lentamente a uma taxa acelerada.

Mas se o espaço e o tempo estão flutuando, por que não podemos sentir isso?

"Isso acontece em escalas muito pequenas, bilhões e bilhões de vezes menores do que um elétron," justifica Wang.

"É semelhante às ondas que vemos no oceano. Elas não são afetadas pela dança intensa dos átomos individuais que compõem a água em que essas ondas se movimentam," disse o professor Unruh.

Universo curvo mina Teoria da Relatividade
Bibliografia:

How the huge energy of quantum vacuum gravitates to drive the slow accelerating expansion of the Universe
Qingdi Wang, Zhen Zhu, William G. Unruh
Physical Review D
Vol.: 95, 103504
DOI: 10.1103/PhysRevD.95.103504

Fonte - Link http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=aceleracao-expansao-universo-dispensar-energia-escura&id=010130170918

Fim

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Rússia - Avanços em IA definirão país que dominará o mundo, diz Putin

Rússia - Avanços em IA definirão país que dominará o mundo, diz Putin


1. Os líderes mundiais ainda expressam, na gestão do Governo e na gestão do Estado, o PARADIGMA DA INDIVIDUALIDADE DAS NAÇÕES, em geral defendido pelo povo de cada país, conforme está estampado na declaração do Presidente da Rússia de que "AVANÇOS EM IA DEFINIRÃO PAÍS QUE DOMINARÁ O MUNDO", contida na matéria transcrita no item 11 abaixo.

2. Perderia sustentação política o Presidente da República que expressasse PARADIGMA DA COLETIVIDADE DAS NAÇÕES, já que estaria contrariando o que em geral pensam os representados sobre o assunto, pregando que um povo não deve desenvolver tecnologicamente a Inteligência Artificial para dominar outro povo, mas para ajudar outros povos.

3. Considerando que os povos, em geral, ainda tem muito forte o PARADIGMA DA INDIVIDUALIDADE DAS NAÇÕES, ainda é baixa a TOLERÂNCIA COM A CULTURA DE OUTRA PESSOA, DENTRO DO PRÓPRIO PAÍS, IMAGINE a baixa TOLERÂNCIA COM A CULTURA DE OUTRA PESSOA, DE OUTRO PAÍS ou fazer coisas dentro de um país, para beneficiar outros países, sem que o país de origem do benefício ganhe nada em troca com sua atitude altruísta, e em função da forma egóica como os povos ainda se comportam, o processo de mudança de PARADIGMA DA INDIVIDUALIDADE DAS NAÇÕES para PARADIGMA DA COLETIVIDADE DAS NAÇÕES, é lento e complexo.

4. A declaração do Presidente da Rússia de que "AVANÇOS EM IA DEFINIRÃO PAÍS QUE DOMINARÁ O MUNDO" está em sintonia com o PARADIGMA DA INDIVIDUALIDADE DA RÚSSIA, em geral defendida pelo povo Russo e, provavelmente, esse ainda é o pensamento politicamente dominante nos EUA, institucionalmente defendido pelo Presidente dos EUA e pelos americanos, como esse é provavelmente o pensamento politicamente dominante na CHINA, institucionalmente defendido pelo Presidente da CHINA e pelos chineses.

5. Entretanto, historicamente, a aplicação do PARADIGMA DA INDIVIDUALIDADE DAS NAÇÕES e dos indivíduos, na criação do atual modelo civilizatório, DESCONECTADO DO INTERESSE MAIOR DA ESPÉCIE HUMANA, produziu esse modelo civilizatório vivenciado por todos nós, tecnologicamente avançado, mas incapaz de preservar a coletividade de países dos resultados negativos decorrentes do exercício da liberdade de cada país e de cada indivíduo, pois não leva em consideração se o exercício da liberdade de cada país e de cada indivíduo prejudica a vida no Planeta Terra e se contribui para o bem estar de todos os países e de todas as pessoas e demais espécies do Planeta Terra, ao mesmo tempo.

6. Assim, embora concordemos com a declaração do Presidente da Rússia de que "AVANÇOS EM IA DEFINIRÃO PAÍS QUE DOMINARÁ O MUNDO", no sentido de que é dessa forma egóica que, eventualmente, todos os países do mundo podem estar pensando em como utilizar a Inteligência Artificial e outras tecnologias como, por exemplo, Internet das Coisas, "BLOCKCHAIN", etc., caberia para a humanidade refletir se o exercício da liberdade de cada país e de cada indivíduo, aplicados com o objetivo de um país dominar outros países, ainda é o melhor caminho para o florescimento das potencialidades humanas de cada um dos países do mundo, dado que a competição desenfreada entre as individualidades de cada país e de cada Ser Humano produz esse MODELO CIVILIZATÓRIO CAÓTICO que se apresenta aos nossos olhos cotidianamente, nos apontando a necessidade de mudarmos do patamar da prevalência do "Ter" para a prevalência do "Ser", para não desaparecermos, enquanto espécie, do orbe terrestre.

7. É verdade que teremos ainda maiores avanços em Inteligência Artificial do que os que se vislumbra atualmente, mas não é necessariamente verdade que referidos avanços em Inteligência Artificial serão dominados, de forma centralizada, por algum país do mundo, se as lideranças mundiais buscarem o caminho da fraternidade e do uso distribuído das novas tecnologias, não para um país dominar outro país, mas para que um país ajude outros países a desenvolverem todas as suas potencialidades inatas, utilizando as novas tecnologias, em benefício de todos os países, da espécie humana e das demais espécies.

8. É verdade que alguns poucos países do mundo podem já estar se articulando entre si, para tentar continuar a dominar o mundo, aplicando seus pensamentos egóicos, por intermédio da Inteligência Artificial e de outras tecnologias, mas fica pendente de reflexão se faz sentido e se é prudente a união de países para buscar sustentar esse MODELO CIVILIZATÓRIO CAÓTICO, com base na tecnologia, pois insistir nesse MODELO CIVILIZATÓRIO CAÓTICO pode representar o aumento dos resultados negativos, no Planeta Terra, não desejados por nenhum país do mundo, e o fim da espécie humana.

9. Devemos aguardar mais um tempo para sabermos se os líderes mundiais serão capazes de buscar o PARADIGMA DA COLETIVIDADE DAS NAÇÕES, que beneficie todos os países do mundo, quando da utilização da Inteligência Artificial e de outras tecnologias.

10. Pensemos na "INTELIGÊNCIA INFINITA ABSOLUTA DO CRIADOR" como mediadora de Processos de Poder (Quanto maior o "Poder Humano Individual" sobre a coletividade, menor o "Poder Individual" de homens, sozinhos, para usar avanços tecnológicos contra a coletividade) e quando essa situação estiver sendo mostrada na imprensa internacional de duas uma. Ou é mentira ou os promotores dessa quebra das Leis Divinas serão avisados pelas forças da natureza de que certos limites não podem ser ultrapassados. Que Assim Seja! Pelos Poderes do Céu e da Terra! Pelos Poderes do Sol e do Mar!

11. Início da transcrição da matéria:

Avanços em IA definirão país que dominará o mundo, diz Putin

Presidente da Rússia acredita que a área representa o futuro não apenas para o seu país, "mas para toda a humanidade"

Da Redação
04 de Setembro de 2017 - 13h37

O presidente russo Vladimir Putin acredita que a Inteligência Artificial será essencial para os países que quiserem ter uma posição dominante no mundo.

As informações são do site local RT.

“A Inteligência Artificial é o futuro, não apenas para a Rússia, mas para toda a humanidade. Ela traz oportunidades colossais, mas também ameaças difíceis de prever. Quem virar o líder nesta área irá mandar no mundo”, afirmou o político.

Além de possíveis benefícios em termos de produtividade, a IA também é vista como uma aliada dos países em possíveis guerras futuras.

O próprio Putin já falou sobre isso anteriormente, de acordo com a Associated Press.

“Quando os drones de um país forem destruídos pelos drones de outro, não haverá alternativa senão a rendição.”

Vale lembrar que recentemente o CEO da Tesla, Elon Musk, se juntou a mais de 100 líderes de tecnologias para enviar uma petição para a ONU (Organização das Nações Unidas) pedindo novas regulamentações sobre como são desenvolvidas possíveis armas com IA.

Fonte - Link http://computerworld.com.br/avancos-em-ia-definirao-pais-que-dominara-o-mundo-diz-putin

Fim

domingo, 16 de julho de 2017

Gestão e Governança da Economia Digital no Brasil e no Mundo - “ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”

Gestão e Governança da Economia Digital no Brasil e no Mundo - ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS


//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
   Maçonaria Oculta - Decreto Grau 666 - 7º Nível - 49ª Potência
//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////


A)          ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”  - Criação de “FERRAMENTAS ESTATÍSTICAS”, para que os INVESTIDORES NACIONAIS e os INVESTIDORES ESTRANGEIROS desenvolvam GOVERNANÇA DIGITAL PRIVADA DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA e a GESTÃO DIGITAL PRIVADA DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA, integradas nos níveis municipal, estadual e federal, com a GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA MUNICIPAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL MUNICIPAL, GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA ESTADUAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL ESTADUAL e GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA FEDERAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL FEDERAL, integradas entre si, nos níveis municipal, estadual e federal, e integradas, ainda, com a iniciativa privada, fazendo com que haja sinergia entre a ADMNISTRAÇÃO PÚBLICA DIGITAL e a ADMINISTRAÇÃO PRIVADA DIGITAL, da economia digital do Brasil;


B)          Nova Ordem Mundial - Era da Luz - Era da Expansão da Consciência do Homem - Era da Consciência Cósmica Universal - Era da Fraternidade - Era da Extinção das Fronteiras Comerciais Entre Todos os Países do Mundo - Era da Extinção das Moedas de Cada País - Era Criação de Moeda Digital Única Para Todos os Países do Mundo - Era da Criação de Tradutor de Línguas Emocional Para Eliminar a Barreira da Língua no Planeta Terra Entre os Habitantes de Todos os Países do Mundo;


C)          Administração Pública Digital e Cidades Inteligentes e Humanas - Gênese Digital - Academia Platônica de Brasília e Ciclos Cósmicos - Protocolo BACEN nº 2017258171, de 02/07/2017 - Vide Item nº 7 e nº 08 Abaixo - INTERLIGAÇÃO e INTEGRAÇÃO da Plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas Com as Várias Plataformas Blockchain de Vários Fornecedores de TI Que Vão Operacionalizar a Moeda Digital do Brasil Emitida e Garantida Pelo BACEN;


D)          Arquivos citados nesta análise estão disponíveis no Google Drive, pasta pública (WEB) “ECONOMIA DIGITAL - DIGITAL ECONOMY”, conforme link abaixo, que contém, também, 39 arquivos da “Nova Ordem Mundial - Projeto Base - Criação de Moeda Digital Única - Evite Fracassos Com a Transformação Digital - Manual Estratégico, Tático, Técnico, Tecnológico, Jurídico Digital, Operacional e Introdutório do Processamento Geométrico Quântico nº 01”, objetivando COMPARTILHAR CONHECIMENTO:



1.            No Workshop, coordenado pelo André Gomide, Presidente da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, ocorrido em 11/07/2017, no Estádio Mané Garrincha, sobre Cidades Inteligentes e Humanas, com participação da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, criada em 2013, no âmbito da Frente Nacional de Prefeitos, que congrega as 350 maiores cidades brasileiras, e reúne secretários e dirigentes municipais de ciência, tecnologia e inovação, bem como secretários municipais de desenvolvimento econômico, e que, também, integra a comissão Interministerial para tratar sobre Cidades Inteligentes e Humanas, coordenada pela ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) e da qual a Rede participa, depois das apresentações, quando nos reunimos numa sala apartada, disse que existem US$ 15 TRILHÕES em que os donos desses recursos estão pagando para deixar dinheiro em bancos, lembram? Na matéria do item 24 abaixo há mais informações sobre o assunto.


2.            Como o Brasil pode captar US$ 15 TRILHÕES dos INVESTIDORES INTERNACIONAIS, que estão pagando para ter dinheiro depositado nos bancos, para aplicar esses recursos na construção de Cidades Inteligentes e Humanas e na criação de “ATIVIDADES ECONÔMICAS DIGITAIS” e “SETORES ECONÔMICOS DIGITAIS”, na ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA, em desenvolvimento?

3.            Como Restabelecer a Confiança de Investidores na Economia Brasileira e no Governo Brasileiro - Como Captar US$ 15 TRILHÕES - O CADE - A CVM - Os Conselhos Regionais de Economia – Fonte – Link https://rogerounielo.blogspot.com.br/2016/08/gestao-e-governanca-da-economia-digital.html

4.            Para que os INVESTIDORES NACIONAIS, os INVESTIDORES ESTRANGEIROS e a própria administração pública, níveis Federal, Estaduais e Municipais, possam utilizar FERRAMENTAS ESTATÍSTICAS”, para avaliação de riscos de investimentos (FALTA DE INFORMAÇÕES SOBRE RISCOS DOS INVESTIMENTOS É O QUE IMPEDE O BRASIL E PROJETOS DE CIDADES INTELIGENTES E HUMANAS, DE CAPTAR PARTE DOS US$ 15 TRILHÕES DOS INVESTIDORES INTERNACIONAIS, QUE ESTÃO PAGANDO PARA TER DINHEIRO DEPOSITADO NOS BANCOS ESTRANGEIROS) é necessário criar uma “ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”, no nível de CNAE (sete posições) e de município, correto?

5.            Impossível criar a “ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”, no nível de CNAE (sete posições) e de município?

6.            Resposta: não, não é impossível. Já criei essa base da “ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”, no nível de CNAE (sete posições) e de município.

7.            Essa base da “ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”, no nível de CNAE (sete posições) e de município já está pronta, mas ainda não fui autorizado a divulgá-la.

8.            Por enquanto, só tenho autorização para divulgar essa “ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”, no nível de CNAE (sete posições) e de município, apenas, para uma única organização, no país.

9.            Se temos as variáveis microeconômicas, a localização das variáveis microeconômicas, para compor a “ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”, podemos criar as “FERRAMENTAS ESTATÍSTICAS”, para que os INVESTIDORES NACIONAIS e os INVESTIDORES ESTRANGEIROS desenvolvam GOVERNANÇA DIGITAL PRIVADA DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA e a GESTÃO DIGITAL PRIVADA DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA, integradas nos níveis municipal, estadual e federal, com a GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA MUNICIPAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL MUNICIPAL, GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA ESTADUAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL ESTADUAL e GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA FEDERAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL FEDERAL, integradas entre si, nos níveis municipal, estadual e federal, e integradas, ainda, com a iniciativa privada, fazendo com que haja sinergia entre a ADMNISTRAÇÃO PÚBLICA DIGITAL e a ADMINISTRAÇÃO PRIVADA DIGITAL, da economia digital do Brasil.

10.         Mas necessitamos de alguém que receba os dados dos diversos órgãos públicos federais, estaduais e municipais para agrupar as informações analíticas em sintéticas, no nível de atividade econômica, por município como, por exemplo, TRANSFORMAR OS DADOS DA ARRECADAÇÃO FEDERAL, QUE ESTÁ NA BASE DE DADOS DA RECEITA FEDERAL, PARA 1.329 ATIVIDADES ECONÔMICAS, DOS 5.570 MUNICÍPIOS, A PARTIR DA ARRECADAÇÃO, DIÁRIA, SEM CONTER NOME E CNPJ DOS CONTRIBUINTES, PARA PRESERVAR O SIGILO FISCAL, o que nos permitiria saber, de forma quase on-line, o comportamento macroeconômico e microeconômico da economia do país, nos níveis federal, estadual e municipal, para definição de políticas públicas e estratégias de mercado e de negócios, da iniciativa privada, para minimização dos riscos de investimentos.

11.         Em 04/04/2016, apresentei à Receita Federal, com base na Lei nº 12.527, de 18/11/2011, pedido para que referido órgão avaliasse o fornecimento das seguintes informações, por intermédio do protocolo nº 16853002437201652, em anexo, respondido em 05/05/2016, por intermédio do e-SIC (SISTEMA ELETRÔNICO DO SERVIÇO DE INFORMAÇÃO AO CIDADÃO).

 


12.         Resumo da solicitação: Arrecadação Federal - Dados de 2005 a 2015 - Por Município e Por Atividade Econômica:

1.            No site dessa Receita Federal, “Estudos e Estatísticas”, “Dados, Informações e Gráficos Setoriais 2009 a 2013”, está disponível planilha excel com dados setoriais agregados (divisao CNAE, descricao divisao CNAE, regime de tributacao, ano-calendario, quantidade de empresas, quantidade de empregados, receita bruta, arrecação IRPJ, arrecação CSLL, arrecação IRRF, arrecação PIS/COFINS, arrecação IPI, arrecação INSS patronal, outros, valor exportações, valor importações e massa salarial), de 2009 a 2013.

a)     planilha excel, contendo dados setoriais agregados, descritos no item 1 anterior, de 2005 a 2015, com o código CNAE da atividade completo (seção, divisão, grupo, classe, sub-classe e denominação);

b)     planilha excel contendo dados setoriais agregados, descritos no item 1 anterior, de 2005 a 2015, por município, com o respectivo código IBGE e UF, e por atividade econômica, com o código CNAE da atividade econômica completo (seção, divisão, grupo, classe, sub-classe e denominação).

13.         Início da transcrição:

Destinatário: Secretaria da Receita Federal do Brasil

Senhor Chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros (CETAD) da Receita Federal do Brasil-RFB

Encaminhamos, em anexo, arquivo intitulado “Pedido de Informações à Receita Federal.docx”, contendo pedido de informações, citadas no título, com base na Lei nº 12.527, de 18/11/2011, bem como as respectivas justificativas sobre os objetivos a serem atingidos com a utilização de referidas informações.

14.         ArquivoPedido de Informações à Receita Federal.docx”, anexado ao protocolo em questão, encontra-se em anexo.

15.         No arquivo “16853002437201652.pdf”, em anexo, a Receita Federal se manifestou da seguinte forma:

Início da transcrição

Nota SIC Cetad / Copan nº 055, de 25 de abril de 2016.

Interessado: Rogerounielo Rounielo de França

Assunto: Dados da arrecadação federal de 2005 a 2015, por município e por atividade econômica.

e-Processo nº 10030.000067/0416-60;
1. A presente Nota SIC tem por objetivo atender à solicitação de informação feita com base na Lei nº 12.527, de 2011, constante do pedido de autoria do interessado, encaminhado a este CETAD em 05/04/2016.

2. A solicitação refere-se à disponibilização de dados da arrecadação federal de 2005 a 2015, por município e por atividade econômica. O requerente solicita um arquivo com dados de arrecadação separados por CNAE em todas suas classificações possíveis e um segundo arquivo com dados de arrecadação CNAE e por município.

3. Com relação ao pleito, há dados agregados de arrecadação, anuais, de 2012 a 2015, para cada divisão da CNAE no seguinte link da página da internet da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB): http://idg.receita.fazenda.gov.br/dados/receitadata/arrecadacao/arrecadacao-por-divisaoeconomica-da-cnae/copy_of_nova-proposta. Além desses dados há dados setoriais para o período de 2009 a 2013 no seguinte link da página da internet da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB): http://idg.receita.fazenda.gov.br/dados/receitadata/estudos-e-tributarios-e-aduaneiros/estudos-eestatisticas/estudos-diversos/dados-informacoes-e-graficos-setoriais-2008-a-2012. Maiores detalhamentos ou abertura em outros níveis além dos já divulgados, além da possibilidade de afetar o sigilo da informação, resultaria trabalho adicional de análise e extração de dados.

4. A disponibilização de dados adicionalmente requeridos exigiria alocação de recursos para a realização de um estudo adicional e específico para atender tal demanda, com possível geração de custos adicionais referentes a apurações especiais.

5. Ressalta-se que o Ministério da Fazenda, com relação aos procedimentos a serem adotados para atender o disposto na Lei nº 12.527, de 2011, e no Decreto nº 7.724, de 16 de maio de 2012, editou a Portaria MF nº 233, de 26 de junho de 2012. A Portaria tipifica, no inciso III de seu art. 15, situação em que os pedidos de informação não serão atendidos:

“Art. 15. Não serão atendidos pedidos de acesso à informação:
III - que exijam trabalhos adicionais de análise, interpretação ou consolidação de dados e informações, ou serviço de produção ou tratamento de dados que não seja de competência do órgão.”

6. Tendo em vista o exposto e considerando as informações já divulgadas, outras informações particularizadas do pedido não poderão ser atendidas por este Centro de Estudos, conforme inciso III, do art. 15 da Portaria MF nº 233/2012 acima transcrito.

São estas as considerações submetidas à apreciação superior.

Assinado digitalmente

Fim

16.         O posicionamento da Receita Federal do Brasil, acima, está mais do que adequado, pois uma coisa é ter elevado consumo de estrutura para atender o pedido de um único cidadão do Brasil e outra, bem diferente, é já termos as variáveis microeconômicas (as variáveis da Receita Federal são apenas 01 dentre mais de 200 variáveis), a localização das variáveis microeconômicas, para compor a “ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”, podemos criar as “FERRAMENTAS ESTATÍSTICAS”, para que os INVESTIDORES NACIONAIS e os INVESTIDORES ESTRANGEIROS desenvolvam GOVERNANÇA DIGITAL PRIVADA DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA e a GESTÃO DIGITAL PRIVADA DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA, integradas nos níveis municipal, estadual e federal, com a GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA MUNICIPAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL MUNICIPAL, GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA ESTADUAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL ESTADUAL e GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA FEDERAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL FEDERAL, integradas entre si, nos níveis municipal, estadual e federal, e integradas, ainda, com a iniciativa privada, fazendo com que haja sinergia entre a ADMNISTRAÇÃO PÚBLICA DIGITAL e a ADMINISTRAÇÃO PRIVADA DIGITAL, da economia digital do Brasil.

17.         Além disso, com a estruturação da Planta da Casa das “Cidades Inteligentes e Humanas”, para uso de ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”, por todos os municípios, por todos os estados e pela União Federal, o contexto é muito diferente daquele pedido que fiz, como cidadão, à Receita Federal do Brasil.

18.         Dado o exposto, fica minha sugestão para a “Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas” e para esse grupo, composto por 38 órgãos da administração pública do Governo do Distrito Federal, analisarem, juntamente com as empresas de “Cloud Computing” uma forma de tratar dados do país, PARA COLOCAREM PARA SER OPERACIONALIZADA A “ARQUITETURA BRASILEIRA DE DADOS ABERTOS”, já estruturada e definida, a ser, ainda, avaliada, como sugestão, por esse grupo e pela Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, para ser utilizada pela iniciativa privada, na GOVERNANÇA DIGITAL PRIVADA DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA, na GESTÃO DIGITAL PRIVADA DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA, bem como pela  administração pública federal, estadual e municipal, integradas nos níveis municipal, estadual e federal, com a GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA MUNICIPAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL MUNICIPAL, GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA ESTADUAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL ESTADUAL e GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA FEDERAL, GESTÃO PÚBLICA DIGITAL FEDERAL, integradas entre si, nos níveis municipal, estadual e federal, e integradas, ainda, com a GOVERNANÇA DIGITAL PRIVADA DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA, e a GESTÃO DIGITAL PRIVADA DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA, da  iniciativa privada, fazendo com que haja sinergia entre a ADMNISTRAÇÃO PÚBLICA DIGITAL e a ADMINISTRAÇÃO PRIVADA DIGITAL, da economia digital do Brasil.

Assuntos a seguir encontram-se disponíveis no meu blog

19.         Temas em Análise - O que é gestão da economia digital e o que é Governança da economia digital - Plano de Dados Abertos do BACEN e a Gestão e Governança da Economia Digital - As Pesquisas do BACEN e o Basiléia IV - Como Restabelecer a Confiança de Investidores na Economia Brasileira e no Governo Brasileiro - Como Captar US$ 15 TRILHÕES - O CADE - A CVM - Os Conselhos Regionais de Economia – Fonte – Link https://rogerounielo.blogspot.com.br/2016/08/gestao-e-governanca-da-economia-digital.html

20.         O que é gestão da economia digital?

21.         O que é Governança da economia digital?

22.         Como fazer a gestão e a Governança da economia digital?

23.         Assimetria de Informação Geradoras de Elevados Índices de Mortalidade de Empresas.

18.5         Pelo estudo do IBGE "Demografia das Empresas 2013", publicação que apresenta alguns aspectos da dinâmica demográfica do segmento formal das empresas brasileiras, em particular, seus movimentos de entrada, saída e sobrevivência, disponível no link http://ibge.gov.br/home/estatistica/economia/demografiaempresa/2013/default.shtm, ou link http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv94575.pdf, "Gráfico 1 - Taxas de sobrevivência das empresas criadas em 2009, segundo as faixas de pessoal ocupado assalariado - Brasil - 2010-2013", a "Tabela 11", página 39, apresenta as taxas de sobrevivência das empresas, nascidas em 2009, segundo as seções da CNAE 2.0 e faixas de pessoal ocupado assalariado, onde se pode verificar que nos quatro anos posteriores à entrada no mercado (EMPRESAS NASCIDAS EM 2009), as empresas apresentaram as seguintes TAXAS DE MORTALIDADE, de acordo com o número de empregados:

Gráfico 1 - Taxa Sobrevivência de Empresas, em anexo

A)          em 2013, do total de empresas com ZERO EMPREGADOS, estavam "mortas", em 2013, 59,10% (Taxa de Mortalidade), o que significa dizer que de cada 100 empresas, com até ZERO EMPREGADOS, que nasceram em 2009, 59 (Cinqüenta e nove) dessas empresas tinham falido em 2013;

B)          em 2013, do total de empresas com 01 a 09 EMPREGADOS, estavam "mortas", em 2013, 30,89% (Taxa de Mortalidade), o que significa dizer que de cada 100 empresas, de 01 a 09 EMPREGADOS, que nasceram em 2009, 30 (Trinta) dessas empresas com 01 a 09 EMPREGADOS tinham falido em 2013;

C)          em 2013, do total de empresas com 10 ou mais EMPREGADOS, estavam "mortas", em 2013, 23,30% (Taxa de Mortalidade), o que significa dizer que de cada 100 empresas, com 10 ou mais EMPREGADOS, que nasceram em 2009, 23 (Vinte e três) dessas empresas com 10 ou mais EMPREGADOS tinham falido em 2013;

D)          em 2013, do TOTAL GERAL de empresas, estavam "mortas", em 2013, 52,5% (Taxa de Mortalidade), o que significa dizer que de cada 100 empresas, que nasceram em 2009, 52 (Cinqüenta e duas) dessas empresas tinham falido em 2013.

18.6         Necessário lembrar que esse alto índice de mortalidade de empresas gera enormes disperdícios de tempo, enorme disperdícios de recursos financeiros, ENORMES INEFICIÊNCIAS DE TODOS OS TIPOS NA ECONOMIA DO PAÍS, afundando a COMPETITIVIDADE E A PRODUTIVIDADE DA ECONOMIA DO BRASIL etc.

18.7         A insuficiência de dados abertos sobre o comportamento macroeconômico e microeconômico (atividade econômica, por município, com base no CNAE IBGE, que abrange 1.329 atividades econômicas) da economia brasileira, a falta de FERRAMENTAS DE GESTÃO E GOVERNANÇA, DIGITAIS, DA ECONOMIA BRASILEIRA DA "ERA INDUSTRIAL", a dispersão dos dados abertos disponibilizados, etc., são causas geradoras de assimetria de informações, JUNTO AOS AGENTES ECONOMICOS E AOS INVESTIDORES NACIONAIS E INTERNACIONAIS, bem como também são causas dos elevados índices de mortalidade de empresas, no Brasil, e a criação do "Plano de Dados Abertos do Banco Central do Brasil", descrito acima, contendo a tecnologia da informação base desse processo moderno de gestão da economia digital e de Governança da economia digital, do Brasil, OPERANDO INTEGRADO ao “Módulo 04/33 - Modelo Para Criação de Serviços Financeiros Digitais”, “Sub-Projeto “Basileia 4 - Economia Digital - Atividades Econômicas Digitais - Setores Econômicos Digitais - Moeda Virtual Única Para Todos os Países do Mundo Garantida Por Cada Governo - Controle Descentralizado On-Line e “Real Time” de Emissão de Moeda Virtual Única Pelos Bancos Centrais de Cada País, Garantida Por Reservas Internacionais de Cada País a Serem Controladas On-Line e “Real Time”- Controle Centralizado On-Line e “Real Time” de Emissão de Moeda Virtual Única Pelo Bis-Bank for International Settlements - Vinculação On-Line e “Real Time” da Moeda Virtual Única ao Sistema de Pagamentos Internacional de Cada País - Vinculação On-Line e “Real Time” da Moeda Virtual Única ao Blockchain e as Reservas Internacionais de Cada País a Serem Controladas On-Line e “Real Time” - Basiléia 4 Para Economia da “Era Industrial” no Brasil - Basiléia 5 Para a Economia Digital do Brasil  - Basiléia 6 Para Economia da “Era Industrial” dos Demais Países do Mundo - Basiléia 7 Para a Economia Digital  dos Demais Países do Mundo - Sub-Módulo 04.02/33”, pode diminuir, MUITO, A TAXA DE MORTALIDADE DE EMPRESAS NO BRASIL, POIS PERMITIRIA AOS EMPREENDEDORES E AOS INVESTIDORES, NACIONAIS E ESTRANGEIROS, planejarem e gerirem seus negócios, com base em dados, reais, do comportamento da economia do Brasil, no nível macroeconômico e no nível microeconômico, atualizados quase que on-line, diariamente, o que lhes permitiria conhecer, previamente, de forma ESTATÍSTICA, a probabilidade de sucesso ou de fracasso do negócio a ser aberto ou a probabilidade de CONTINUIDADE de sucesso ou de fracasso de negócio em funcionamento.

18.8         Os dados abertos sobre o comportamento macroeconômico e microeconômico (atividade econômica, por município, com base no CNAE IBGE, que abrange 1.329 atividades econômicas), a serem disponibilizados aos agentes econômicos e INVESTIDORES NACIONAIS E INTERNACIONAIS, por meio do "Plano de Dados Abertos do Banco Central do Brasil", por exemplo, criaria uma atividade econômica digital NOVA bem delineada e expressamente visível, constituída por empresas de tecnologia especializadas na análise de grandes volumes de dados, utilizando MODELOS ESTATÍSTICOS AVANÇADOS, para auxiliar EMPREENDEDORES ou INVESTIDORES NACIONAIS E INTERNACIONAIS que desejarem abrir um negócio novo no Brasil, indicando-lhes, por exemplo, potencial de mercado, em que Estado ou Estados da Federação estão os maiores potenciais de mercado com os menores riscos, em que Município ou Municípios da Federação estão os maiores potenciais de mercado com os menores riscos, em que atividades econômicas tradicionais estão os maiores potenciais de mercado com os menores riscos e em que municípios se localizam, em que atividades econômicas digitais estão os maiores potenciais de mercado com os menores riscos e em que canais digitais se localizam etc., O QUE DIMINUIRIA, MUITO, A TAXA DE MORTALIDADE DAS EMPRESAS NO BRASIL, GERANDO CONFIANÇA NOS INVESTIDORES NACIONAIS E ESTRANGEIROS, AUMENTANDO INVESTIMENTOS, DIMINUINDO DISPERDÍCIOS DE TEMPO E DE RECURSOS FINANCEIROS, ELEVANDO A ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS E A CONFIANCA NO GOVERNO FEDERAL.

18.9         Se o Brasil desejar atrair parte dos "US$ 15 trilhões ancorados em juros negativos no mundo", conforme matéria a seguir transcrita, deverá estirpar os focos de corrupção, estrutural, generalizada e abrangente, na União, Estados e municípios, eliminar a má gestão, ineficiência e falta de produtividade, de competitividade e de modernidade da sua economia, bem como contar com mecanismos para identificação de riscos macroeconômicos e microeconômicos pelos próprios investidores, nacionais e internacionais, utilizando as inúmeras FERRAMENTAS DE GESTÃO E GOVERNANCA, DIGITAIS, DESCRITAS ANTERIORMENTE, mas para que tudo isso aconteça é necessário IMPLODIR O SISTEMA POLÍTICO CORRUPTO BRASILEIRO, A PARTIR DA RAIZ, POIS OS AGENTES POLÍTICOS FAZEM A GESTÃO DO ESTADO BRASILEIRO PARA SEUS PRÓPRIOS UMBIGOS:

18.      Como sugestão, o "Plano de Dados Abertos do Banco Central do Brasil", descrito acima, contendo a tecnologia da informação base desse processo moderno de gestão da economia digital e de Governança da economia digital, do Brasil, OPERARIA INTEGRADO ao “Módulo 04/33 - Modelo Para Criação de Serviços Financeiros Digitais”, “Sub-Projeto “Basileia 4 - Economia Digital - Atividades Econômicas Digitais - Setores Econômicos Digitais - Moeda Virtual Única Para Todos os Países do Mundo Garantida Por Cada Governo - Controle Descentralizado On-Line e “Real Time” de Emissão de Moeda Virtual Única Pelos Bancos Centrais de Cada País, Garantida Por Reservas Internacionais de Cada País a Serem Controladas On-Line e “Real Time”- Controle Centralizado On-Line e “Real Time” de Emissão de Moeda Virtual Única Pelo Bis-Bank for International Settlements - Vinculação On-Line e “Real Time” da Moeda Virtual Única ao Sistema de Pagamentos Internacional de Cada País - Vinculação On-Line e “Real Time” da Moeda Virtual Única ao Blockchain e as Reservas Internacionais de Cada País a Serem Controladas On-Line e “Real Time” - Basiléia 4 Para Economia da “Era Industrial” no Brasil - Basiléia 5 Para a Economia Digital do Brasil  - Basiléia 6 Para Economia da “Era Industrial” dos Demais Países do Mundo - Basiléia 7 Para a Economia Digital  dos Demais Países do Mundo - Sub-Módulo 04.02/33”, conforme descrito no item 24 abaixo.

Final da transcrição

24.         Início da transcrição:

Com juros negativos na Europa, banco cobra por depósito em euro
DO "FINANCIAL TIMES"

18/10/2014  02h00

Bancos como o Bank of New York Mellon começaram a cobrar de seus clientes por depósitos em euros para compensar as taxas negativas de juros que incidem sobre seus negócios na Europa.

Segundo o "Wall Street Journal", Goldman Sachs e JPMorgan também começaram a fazer a cobrança de grandes clientes.

Na Europa, a recente decisão do BCE de reduzir para menos de zero a sua taxa de redepósito deve afetar mais de € 500 bilhões em saldos de fundos do mercado monetário. O banco central está tentando estimular as economias da zona do euro.

Cerca de 15% dos depósitos do BNY Mellon são denominados em euros, e o banco começou a cobrar seus clientes por esses depósitos a partir do início deste mês.

"O que estamos fazendo é essencialmente repassar a taxa de 0,2% que estamos absorvendo por causa do Banco Central Europeu", disse Brian Shea, vice-presidente do conselho do BNY Mellon.

"Os clientes compreendem que isso não foi realmente iniciado por nós e que significa um repasse da taxa que estamos absorvendo."

Bancos como o BNY Mellon foram atingidos por mais de cinco anos de taxas de juros extremamente baixas, e o seu negócio básico, salvaguardar trilhões de dólares em ativos de clientes, tornou-se menos lucrativo.

Tradução de PAULO MIGLIACCI


Fim

Brasília-DF, Brasil, 15/07/2017

Maçonaria Oculta - Decreto Grau 666 - 7º Nível - 49ª Potência

SÓ A FRATERNIDADE E UNIÃO ENTRE OS SERES HUMANOS, DO MUNDO, PODERÁ RESOLVER OS PROBLEMAS SOCIAIS, AMBIENTAIS, ECONÔMICOS, FINANCEIROS E DE RELACIONAMENTO, DO PLANETA TERRA. NÃO HÁ IDEOLOGIA SUPERIOR À FRATERNIDADE UNIVERSAL

“O poder que os homens possuem, no Planeta Terra, serve para nos ensinar que o maior PODER DO MUNDO é o PODER de dominar-se a si mesmo, que é um PODER MENOR, que te leva ao PODER MAIOR, QUE É NÃO TER PODER ALGUM, QUE É O MAIOR DE TODOS OS PODERES”.

"No vazio, na solidão e no silêncio da mente, a consciência pura, imóvel, sem movimento, integrada ao "Não-Ser", "Causa Sem Causa", por "Não Ser", junto com a "Causa Sem Causa", como a gota de água da chuva que cai pelo espaço e se integra, novamente, ao oceano, "capta instantaneamente", de forma absoluta, todas as infinitas possibilidades de "Ser" que o "Não-Ser" pode vir a assumir existencialmente, nas infinitas dimensões, ontologicamente falando, "ao mesmo tempo", na eternidade, factualizando suas infinitas possibilidades de consciência consciente, cópia, imperfeita, em processo de realização da perfeição do Pai Universal Único, da consciência inconsciente absoluta".

Atenciosamente,

Rogerounielo Rounielo de França
Advogado - OAB-SP 117.597
Especialista em Direito Público
Especialista em Marketing - FGV - Núcleo de Brasília
Participante do Fórum de Discussão “Segundas Filosóficas” - “http://segundasfilosoficas.org - “Somos capazes de sonhar com um mundo melhor. Seremos também capazes de projetá-lo e de efetivamente construí-lo?”

Fim

//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
ANEXO
//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Administração Pública Digital e Cidades Inteligentes e Humanas - Gênese Digital

Observações:

A)          Plataforma de Cidades Inteligentes - Plataforma da Moeda Digital - Interligação e Integração - Interligação e Integração da Plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas Com as Várias Plataformas “Blockchain” de Vários Fornecedores de TI que, no curto prazo, podem vir a operacionalizar a moeda digital do Brasil, garantida pelo BACEN;

B)          Vide Item 8.3 Abaixo (Fórum Nacional Blockchain dos EUA será este mês em Washington DC - Organizado e hospedado pela Administração de Serviços Gerais (GSA) e pelo Departamento de Estado, foi criado com a finalidade de criar um plano de seis meses sobre como levar as agências governamentais a colaborarem na criação de mais iniciativas relacionadas à tecnologia Blockchain);

C)          Itens 8.1, 8.2 e 8.4 Abaixo - A Deloitte, a Waves Platform, demais consultorias, demais empresas de TI (Accenture, Mckinsey, Google, IBM, Facebook, SAP, Oracle, Dell, Intel, TOVS etc.) e a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, poderiam avaliar a conveniência e oportunidade de serem parceiros, na concepção do projeto de “Cidades Inteligentes e Humanas”, do Brasil, onde se discute os avanços necessários em termos de legislação, para que se possa facilitar o desenvolvimento das cidades como Inteligentes e Humanasgera grande sinergia para desenvolvimento, conjunto, entre iniciativa privada e administração pública, dos mecanismos legais para a regulamentação dos projetos de ICO’s, “blockchain”, moeda virtual nacional etc., diminuindo os riscos, legais e operacionais, da iniciativa privada que fará elevados investimentos para criar a INTERLIGAÇÃO e INTEGRAÇÃO da Plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas Com as Várias Plataformas “Blockchain” de Vários Fornecedores de TI que, no curto prazo, podem vir a operacionalizar a moeda digital do Brasil, garantida pelo BACEN, o que ACELERARIA O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA e a criação da Administração Pública Digital, GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA e GESTÃO DIGITAL PÚBLICA, nas esferas Federal, Estaduais, e Municipais, ao mesmo tempo;

D)           Explicações sobre o projeto em questão constam após o último “slide”;

E)           Encaminhei à Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, (Fonte - Link http://redebrasileira.org/institucional), a título de sugestão, uma “PLANTA DA CASA” para Cidades Inteligentes e Humanas, conforme arquivo “Cidades Inteligentes e Humanas - 02.07.2017.pptx”, tamanho de 2,343 MB, composto por 75 lâminas;

F)           A apresentação cujos “slides” estão descritos abaixo, constante do arquivo “Cidades Inteligentes e Humanas - 02.07.2017.pptx”, BEM COMO TODOS OS ARQUIVOS CITADOS NESTA ANÁLISE, estão disponíveis no Google Drive, pasta pública (WEB) “ECONOMIA DIGITAL - DIGITAL ECONOMY”, conforme link abaixo, que contém, também, 39 arquivos da “Nova Ordem Mundial - Projeto Base - Criação de Moeda Digital Única - Evite Fracassos Com a Transformação Digital - Manual Estratégico, Tático, Técnico, Tecnológico, Jurídico Digital, Operacional e Introdutório do Processamento Geométrico Quântico nº 01”, objetivando COMPARTILHAR CONHECIMENTO:














































































Administração Pública Digital e Cidades Inteligentes e Humanas - Gênese Digital - Academia Platônica de Brasília e Ciclos Cósmicos - Protocolo BACEN nº 2017258171, de 02/07/2017 - Vide Item nº 7 e nº 08 Abaixo - INTERLIGAÇÃO e INTEGRAÇÃO da Plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas Com as Várias Plataformas Blockchain de Vários Fornecedores de TI Que Vão Operacionalizar a Moeda Digital do Brasil Emitida e Garantida Pelo BACEN




Administração Pública Digital e Cidades Inteligentes e Humanas - Gênese Digital - Academia Platônica de Brasília e Ciclos Cósmicos - Protocolo BACEN nº 2017258171, de 02/07/2017 - Vide Item nº 7 e nº 08 Abaixo - INTERLIGAÇÃO e INTEGRAÇÃO da Plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas Com as Várias Plataformas Blockchain de Vários Fornecedores de TI Que Vão Operacionalizar a Moeda Digital do Brasil Emitida e Garantida Pelo BACEN

A)          Plataforma de Cidades Inteligentes - Plataforma da Moeda Digital - Interligação e Integração;

B)          Vide Item 8.3 Abaixo (Fórum Nacional Blockchain dos EUA será este mês em Washington DC - Organizado e hospedado pela Administração de Serviços Gerais (GSA) e pelo Departamento de Estado, foi criado com a finalidade de criar um plano de seis meses sobre como levar as agências governamentais a colaborarem na criação de mais iniciativas relacionadas à tecnologia Blockchain);

C)          Itens 8.1, 8.2 e 8.4 Abaixo - A Deloitte, a Waves Platform, demais consultorias, demais empresas de TI (Accenture, Mckinsey, Google, IBM, Facebook, SAP, Oracle, Dell, Intel, TOVS etc.) e a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, poderiam avaliar a conveniência e oportunidade de serem parceiros, na concepção do projeto de “Cidades Inteligentes e Humanas”, do Brasil, onde se discute os avanços necessários em termos de legislação, para que se possa facilitar o desenvolvimento das cidades como Inteligentes e Humanas, gera grande sinergia para desenvolvimento, conjunto, entre iniciativa privada e administração pública, dos mecanismos legais para a regulamentação dos projetos de ICO’s, “blockchain”, moeda virtual nacional etc., diminuindo os riscos, legais e operacionais, da iniciativa privada que fará elevados investimentos para criar a INTERLIGAÇÃO e INTEGRAÇÃO da Plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas Com as Várias Plataformas “Blockchain” de Vários Fornecedores de TI que, no curto prazo, podem vir a operacionalizar a moeda digital do Brasil, garantida pelo BACEN, o que ACELERARIA O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA e a criação da Administração Pública Digital, GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA e GESTÃO DIGITAL PÚBLICA, nas esferas Federal, Estaduais, e Municipais, ao mesmo tempo.

A UNIÃO FAZ A FORÇA para modernizar a economia brasileira da “Era Industrial” para a “Era Digital”, criando “Setores Econômicos Digitais” e “Atividades Econômicas Digitais”, para que o Brasil, nos próximos 07 (sete anos), se torne exponencialmente mais PRODUTIVO e COMPETITIVO do que é atualmente

1.            Estou colaborando, como cidadão voluntário, na Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, http://redebrasileira.org/institucional, que congrega as 350 maiores cidades brasileiras, e reúne secretários e dirigentes municipais de ciência, tecnologia e inovação, bem como secretários municipais de desenvolvimento econômico.

2.            Encaminhei à Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, a título de sugestão, uma “PLANTA DA CASA” para Cidades Inteligentes e Humanas, conforme arquivo “Cidades Inteligentes e Humanas - 02.07.2017.pptx”, em anexo, tamanho de 2,343 MB, composto por 75 lâminas.

3.            Com essa apresentação objetivo tentar explicar, visualmente, quais são as sugestões para a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas avaliar, mas, verão que a lógica por trás da “PLANTA DA CASA” é simples.

3.1         Criei, apenas, dois módulos, a título de exemplo, descritos abaixo, que poderiam, cada um dos 07 itens, de cada um dos referidos módulos, serem detalhados, por meio de “Design Thinking”, por exemplo, no âmbito da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, com o registro, importante, de que esses exemplos não esgotam todas as necessidades da gestão pública voltada para Cidades Inteligentes e Humanas:

Módulo 01/07 - Blockchain

1. Administração Pública - Blockchain - Economia Digital - Cidades do AC
2. Administração Pública - Blockchain - Arrecadação Digital - Cidades do AC
3. Administração Pública - Blockchain - Orçamento Digital - Cidades do AC
4. Administração Pública - Blockchain - Gastos Públicos Digitais - Cidades do AC
5. Administração Pública - Blockchain - Empenho Digital - Cidades do AC
6. Administração Pública - Blockchain - Contratos Digitais - Cidades do AC
7. Administração Pública - Blockchain - Convênios Digitais - Cidades do AC

Módulo 02/07 - Blockchain

1. Administração Pública - Blockchain - Economia Digital - Estado do AC
2. Administração Pública - Blockchain - Arrecadação Digital - Estado do AC
3. Administração Pública - Blockchain - Orçamento Digital - Estado do AC
4. Administração Pública - Blockchain - Gastos Públicos Digitais - Estado do AC
5. Administração Pública - Blockchain - Empenho Digital - Estado do AC
6. Administração Pública - Blockchain - Contratos Digitais - Estado do AC
7. Administração Pública - Blockchain - Convênios Digitais - Estado do AC

4.            A apresentação, constante do arquivo “Cidades Inteligentes e Humanas - 02.07.2017.pptx”, em anexo, está disponível no Google Drive, pasta pública (WEB) “ECONOMIA DIGITAL - DIGITAL ECONOMY”, conforme link abaixo, que contém, também, 39 arquivos da “Nova Ordem Mundial - Projeto Base - Criação de Moeda Digital Única - Evite Fracassos Com a Transformação Digital - Manual Estratégico, Tático, Técnico, Tecnológico, Jurídico Digital, Operacional e Introdutório do Processamento Geométrico Quântico nº 01”, objetivando COMPARTILHAR CONHECIMENTO:


4.1         Este material e os respectivos “slides” estão disponíveis na análise Administração Pública Digital e Cidades Inteligentes e Humanas - Gênese Digital - Academia Platônica de Brasília e Ciclos Cósmicos - Protocolo BACEN nº 2017258171, de 02/07/2017 - Fonte - Link https://rogerounielo.blogspot.com.br/2017/07/administracao-publica-digital-e-cidades.html. Explicações sobre o projeto em questão constam após o último “slide”.

4.1.1    Pedimos encaminhar referido material para a área de inovação dessa organização.

5.            O arquivo “Evite fracassos na transformacao digital.docx”, contém a espinha dorsal de um projeto de economia digital (na página 01 desse arquivo, COMPOSTO POR 502 PÁGINAS, está o índice para facilitar a localização dos assuntos de interesse da sua organização), na pasta pública (WEB) “ECONOMIA DIGITAL - DIGITAL ECONOMY”, disponível no link https://drive.google.com/drive/folders/0B-FB-YQZiRk8SEdQb1BYUTRQLXc?usp=sharing, trazendo amplo detalhamento de uma infraestrutura tecnológica interoperável, necessária para conectar todos os hardwares, softwares e aplicações existentes ou que venham a existir, de uma maneira que se TRANSFORMEM EM UMA PLATAFORMA QUE FUNCIONE COMO UM NÓ QUE CONECTE TODAS AS DEMAIS PLATAFORMAS, conforme conceito de Cidades Inteligentes e Humanas que a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas adota, disponível no link http://redebrasileira.org/institucional

6.            Conforme podemos concluir da análise das 25 matérias citadas do item 9 ao item 33, abaixo, das 118 matérias constantes dos arquivos “Moeda Reserva Digital - Blockchain e Bitcoin.docx” e “Moeda Reserva Digital - Blockchain e Bitcoin_Hotmail.docx”, ambos em anexo, e da matéria do item 8.3, abaixo (Fórum Nacional Blockchain dos EUA será este mês em Washington DC - Organizado e hospedado pela Administração de Serviços Gerais (GSA) e pelo Departamento de Estado, foi criado com a finalidade de criar um plano de seis meses sobre como levar as agências governamentais a colaborarem na criação de mais iniciativas relacionadas à tecnologia Blockchain), existe forte tendência de o Brasil, também, vir a desenvolver sua própria MOEDA DIGITAL, garantida pelo Banco Central do Brasil-BACEN, a ser operacionalizada (moeda digital brasileira) via plataformas blockchain de vários fornecedores de TI (Google, Facebook, IBM, Microsoft, Cisco, SAP, Oracle, Accenture etc.), para que o país se mantenha COMPETITIVO e PRODUTIVO, no cenário interno e externo.

7.            Caso viéssemos a conceber Cidades Inteligentes e Humanas com infraestrutura tecnológica interoperável, para conectar todos os hardwares, softwares e aplicações existentes, de uma maneira que se transformem em uma plataforma que funcione como um nó que conecte todas as demais plataformas, MAS REFERIDA PLATAFORMA DAS CIDADES INTELIGENTES E HUMANAS SEJA CRIADA DESCONECTADA DAS VÁRIAS PLATAFORMAS BLOCKCHAIN DE VÁRIOS FORNECEDORES DE TI que, no curto prazo, podem vir a operacionalizar a moeda digital do Brasil, garantida pelo BACEN, teríamos, posteriormente, alto custo de adaptação da plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas, o que pode, inclusive, vir a inviabilizar, posteriormente, a plataforma tecnológica de Cidades Inteligentes e Humanas, depois de vários milhões ou bilhões de reais investidos em referida plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas, ou pode ser que, se as plataformas blockchain de vários fornecedores de TI nascerem INTERLIGADAS e INTEGRADAS com a plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas, haveria aceleração do processo de criação dessa plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas e diminuiria, bastante, o seus custos de criação, desenvolvimento e manutenção, acredito.

8.            Em face do exposto, sugerimos que a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas entre em contato com o “pool”, liderado pelo BACEN, que inclui o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, o Serpro e os provedores de serviço de nuvem, do laboratório de inovação, que objetiva apoiar o desenvolvimento tecnológico e a inserção de fintechs no sistema financeiro, conforme anunciou o Senhor Marcelo Yared, chefe do Departamento de Tecnologia da Informação (Deinf) do Banco Central, durante o Ciab Febraban 2017, em São Paulo, conforme matéria de 08/07/2017, intitulada “Banco Central vai liderar novo laboratório de inovação para fintechs”, disponível no linkhttp://idgnow.com.br/ti-corporativa/2017/06/08/banco-central-vai-liderar-novo-laboratorio-de-inovacao-para-fintechs/, para definir a INTERLIGAÇÃO e a INTEGRAÇÃO da plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas com as várias plataformas blockchain de vários fornecedores de TI (Google, Facebook, IBM, Microsoft, Cisco, SAP, Oracle, Accenture etc.) que, no curto prazo, podem vir a operacionalizar a moeda digital do Brasil, garantida pelo BACEN.

Deloitte agora é a mais nova parceira da Waves Platform

8.1         Essa parceria entre a Deloitte e a Waves Platform, conforme matéria constante do item 8.4, abaixo, UM DOS PRINCIPAIS DESENVOLVEDORES DE SOLUÇÕES DE BLOCKCHAIN, bem como diversas outras parcerias que estão crescendo de forma exponencial no mercado, interno e externo, envolvendo outras consultorias e empresas de TI, permitirão que a INTERLIGAÇÃO e a INTEGRAÇÃO da Plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas Com as Várias Plataformas “Blockchain” de Vários Fornecedores de TI que, no curto prazo, podem vir a operacionalizar a moeda digital do Brasil, garantida pelo BACEN, ocorra de forma profissional e estruturada.

8.2         A Deloitte, a Waves Platform e a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, poderiam avaliar a conveniência e oportunidade de serem parceiros, na concepção do projeto de “Cidades Inteligentes e Humanas”, do Brasil, junto com outras consultorias e empresas de TI como, por exemplo, Accenture, Mckinsey, Google, IBM, Facebook, SAP, Oracle, Dell, Intel, TOVS etc., pois o trabalho colaborativo entre essas empresas e as 350 maiores cidades brasileiras, que reúne secretários e dirigentes municipais de ciência, tecnologia e inovação, bem como secretários municipais de desenvolvimento econômico, a comissão Interministerial para tratar de “Cidades Inteligentes e Humanas”, do Brasil, coordenada pela ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), da qual a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas participa, e a Frente Parlamentar Mista em Apoio às Cidades Inteligentes e Humanas, onde se discute os avanços necessários em termos de legislação, para que se possa facilitar o desenvolvimento das cidades como Inteligentes e Humanas, geraria grande sinergia para desenvolvimento, conjunto, entre iniciativa privada e a administração pública, dos mecanismos legais para a regulamentação dos projetos de ICO’s, “blockchain”, moeda virtual nacional etc., diminuindo os riscos, legais e operacionais, da iniciativa privada que fará elevados investimentos para criar a INTERLIGAÇÃO e INTEGRAÇÃO da Plataforma das Cidades Inteligentes e Humanas Com as Várias Plataformas “Blockchain” de Vários Fornecedores de TI que, no curto prazo, podem vir a operacionalizar a moeda digital do Brasil, garantida pelo BACEN, o que ACELERARIA O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA DIGITAL BRASILEIRA e a criação da Administração Pública Digital, GOVERNANÇA DIGITAL PÚBLICA e GESTÃO DIGITAL PÚBLICA, nas esferas Federal, Estaduais, e Municipais, ao mesmo tempo.

8.3         Início da transcrição da matéria:

Fórum Nacional Blockchain dos EUA será este mês em Washington DC

5 DE JULY DE 2017  EDUARDO GUIMARÃES


O fórum, organizado e hospedado pela Administração de Serviços Gerais (GSA) e pelo Departamento de Estado, foi criado com a finalidade de criar um plano de seis meses sobre como levar as agências governamentais a colaborarem na criação de mais iniciativas relacionadas à tecnologia Blockchain.

Conhecendo os desenvolvimentos do Blockchain

O fórum será realizado no dia 18 de julho de 2017 em Washington DC.

Todos os gerentes de agências do governo federal são encorajados a participar, mas primeiro eles terão que formar uma equipe na qual cada um criará uma proposta para seu próprio uso da tecnologia Blockchain.

No fórum, os participantes aprenderão tudo sobre os avanços recentes da tecnologia Blockchain, bem como sobre suas aplicações diretas pelo governo.

O anúncio diz:

Um fórum inter-agências para executivos em todo o governo federal para aprender sobre avanços na tecnologia Blockchain, discutir casos de uso e definir uma agenda para trabalhar em conjunto para avaliá-lo e implementá-lo entre nossas diversas missões.

O Fórum Federal Blockchain dos EUA é um programa do programa de Tecnologia de Cidadania Emergente da GSA, organizado em parceria com o Escritório de Parcerias Globais do Secretário de Estado e o Departamento de Tecnologia da Informação da GSA.

Confira o anúncio oficial aqui.

Tecnologia Blockchain no governo

Com os avanços da tecnologia Blockchain, a iniciativa é apenas um dos muitos projetos que o governo vem criando em apoio da tecnologia.

Além deste Fórum, o governo americano já criou um projeto conhecido como Blockchain@State em que o Departamento de Estado pretende pesquisar mais aplicativos na tecnologia Blockchain para o uso de políticas externas dos EUA, e desenvolvimentos de rastreamento de dados.

Para mais, também anunciamos aqui no portal Criptomoedas Fácil que a ONU usa o Blockchain do Ethereum para enviar ajuda para vítimas da guerra.

Outra aplicação foi a do American International Group, que anunciou recentemente o lançamento de uma apólice de seguro baseada em Blockchain.


Fim

8.4         Início da transcrição da matéria:

Deloitte agora é a mais nova parceira da Waves Platform

Os especialistas da Deloitte, que possuem conhecimentos legais e fiscais extensivos na implementação de projetos de tecnologia, FORNECERÃO ASSISTÊNCIA TÉCNICA E METODOLÓGICA NECESSÁRIA PARA EMPRESAS E ÓRGÃOS GOVERNAMENTAIS

Jansen 7 de julho de 2017

A Deloitte CIS e a Waves Platform, UM DOS PRINCIPAIS DESENVOLVEDORES DE SOLUÇÕES DE BLOCKCHAIN, assinaram no dia 4 um memorando sobre uma parceria estratégica.

A parceria destina-se a oferecer aos clientes serviços abrangentes de crowdfunding do modelo ICO (oferta de moedas iniciais) e soluções personalizadas de Blockchain adaptadas a tarefas comerciais específicas.

A Deloitte se concentra na aplicação de abordagens inovadoras em suas operações e percebe o quão importante é desenvolver a economia digital.

De acordo com este memorando, os especialistas da Deloitte, que possuem conhecimentos legais e fiscais extensivos na implementação de projetos de tecnologia, fornecerão assistência técnica e metodológica necessária para empresas e órgãos governamentais.

Mecanismos legais para ICO’s A WAVES também informará quais as vantagens e oportunidades a longo prazo para as empresas que implementam tecnologias digitais.

Além disso, um dos objetivos da startup é desenvolver os mecanismos legais para a regulamentação dos projetos de ICO’s.

Atualmente, tais mecanismos não existem no mercado. Isso ajudará as empresas a se protegerem dos riscos e desafios do projeto depois de completarem a oferta inicial de tokens.

A Waves Platform fornecerá soluções tecnológicas para a introdução de ferramentas de economia digital.

Além disso, ajudará as empresas a priorizar durante suas campanhas de marketing para promover novos produtos, selecionando os canais mais adequados para uma implementação bem sucedida do projeto.

“As tecnologias Blockchain estão ganhando terreno, já permitindo que empresas em fase de crescimento, investidores e outras partes interessadas obtenham rapidamente fundos significativos em criptomoedas.

No entanto, o mercado de criptomoedas é relativamente jovem, e nem todos os mecanismos regulatórios estão em vigor.

É por isso que estamos satisfeitos em cooperar com a Waves Platform e estamos confiantes de que nosso esforço conjunto ajudará a criar as condições necessárias para montar o quadro legal para projetos de Blockchain na Rússia e na CEI “, diz Artem Tolkachev, diretor de serviços jurídicos para Projetos de tecnologia na Deloitte CIS.

O fundador e CEO da Waves Platform, Sasha Ivanov, também emitiu uma nota: “Nossa parceria é um passo significativo para a aplicação em massa da tecnologia blockchain. Atualmente, as empresas de cadeias de blocos não são reguladas, pois não existe legislação como tal. Nossa parceria estratégica com a Deloitte nos permitirá participar ativamente na formação desse cenário regulatório. É importante aderir a este processo tanto para nós como para toda a indústria de blocos na Rússia e na CEI”, afirmou Sasha. Via: Waves Blog Tradução: Guia do Bitcoin


Fim

9.            China se torna o primeiro país a testar uma moeda digital nacional - Fonte - Link http://www.criptomoedasfacil.com/china-se-torna-o-primeiro-pais-a-testar-uma-moeda-digital-nacional/

10.         Santander se tornará o primeiro banco a emitir ‘dinheiro digital’ na Blockchain do Ethereum - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/santander-se-tornara-o-primeiro-banco-a-emitir-dinheiro-digital-na-blockchain-do-ethereum/

11.         Transferências Blockchain comprova ser mais rápida do que transações bancárias - Fonte - Link http://www.criptomoedasfacil.com/transferencias-blockchain-comprova-ser-mais-rapida-do-que-transacoes-bancarias/

12.         Transferências entre Japão e Tailândia em segundos: Ripple lança primeiro serviço comercial de remessa Blockchain - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/transferencias-entre-japao-e-tailandia-em-segundos-ripple-lanca-primeiro-servico-comercial-de-remessa-blockchain/

13.         Soluti apresenta nova solução de certificação digital em nuvem - Fonte - Link http://www.executivosfinanceiros.com.br/cloud/5464-soluti-apresenta-nova-solucao-de-certificacao-digital-em-nuvem

14.         Banco Central da Africa Do Sul circula primeiro contrato em blockchain - Fonte - Link https://www.btcsoul.com/noticias/banco-central-africa-sul-circula-primeiro-contrato-blockchain/

15.         Banco Central do Canadá está “aberto” a mais testes com tecnologia Blockchain - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/banco-central-do-canada-esta-aberto-a-mais-testes-com-tecnologia-blockchain/

16.         Chefe do Banco Central Alemão: “Blockchain pode acelerar os mercados” - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/chefe-do-banco-central-alemao-blockchain-pode-acelerar-os-mercados/

17.         Singapura planeja criar Dólar digital através da Blockchain Ethereum - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/singapura-planeja-criar-dolar-digital-atraves-da-blockchain-ethereum/

18.         Banco Central de Singapura utilizará Ethereum para digitalizar sua moeda nacional - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/banco-central-de-singapura-utilizara-ethereum-para-digitalizar-sua-moeda-nacional/

19.         Documentos imutáveis: Microsoft Office agora é integrado a Blockchain do Bitcoin e Ethereum - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/documentos-imutaveis-microsoft-office-agora-e-integrado-a-blockchain-do-bitcoin-e-ethereum/

20.         Bank of American de olho na Blockchain Ethereum - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/bank-of-american-de-olho-na-blockchain-ethereum/

21.         Microsoft disponibiliza serviço de criação de Blockchains no Azure (BaaS) - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/microsoft-disponibiliza-servico-de-criacao-de-blockchains-no-azure-baas/

22.         Microsoft + Waves: Plataforma Blockchain Azure utiliza Waves integrada - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/microsoft-waves-plataforma-blockchain-azure-utiliza-waves-integrada/

23.         Mastercard libera APIs de QR Code e chatbots em seu programa para desenvolvedores - Fonte – Link http://www.mobiletime.com.br/29/06/2017/mastercard-libera-apis-de-qr-code-e-chatbots-em-seu-programa-para-desenvolvedores/472663/news.aspx

24.         Japão estuda o uso de Blockchain para registros imobiliários - Fonte - Link http://www.criptomoedasfacil.com/japao-estuda-o-uso-de-blockchain-para-registros-imobiliarios/

25.         JBA cria blockchain para transferência de dinheiro - Fonte - Link https://www.btcsoul.com/noticias/jba-cria-blockchain-transferencia-dinheiro/

26.         Visa desenvolve sistema de pagamento em blockchain para competir com rede Swift - Fonte - Link http://convergecom.com.br/tiinside/home/internet/24/10/2016/visa-desenvolve-sistema-de-pagamento-baseado-em-blockchain-para-competir-com-rede-swift/

27.         Uma breve história sobre a Blockchain - Fonte - Link http://hbrbr.uol.com.br/uma-breve-historia-sobre-blockchain/

28.         Blockchain e o Futuro do Registro de Imóveis Eletrônico – Palestra II - Fonte - Link http://www.portaldori.com.br/2017/05/09/blockchain-e-o-futuro-do-registro-de-imoveis-eletronico-palestra-ii/

29.          Acordo para conectar as Blockchains do Ethereum e Zcash alcança novo marco - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/acordo-para-conectar-as-blockchains-do-ethereum-e-zcash-alcanca-novo-marco/

30.         Cases de uso do Ethereum em 2016 nos mais diversos setores da Economia - Fonte - Link https://guiadobitcoin.com.br/cases-de-uso-do-ethereum-em-2016-nos-mais-diversos-setores-da-economia/

31.         Gêmeos Digitais: propulsores da Indústria 4.0 - Fonte - Link http://cio.com.br/opiniao/2017/06/28/gemeos-digitais-propulsores-da-industria-4.0

32.         Stratis oferece Blockchain como um serviço para seus usuários - Fonte - Link http://www.criptomoedasfacil.com/stratis-oferece-blockchain-como-um-servico-para-seus-usuarios/

33.         InPay apresenta o primeiro Blockchain duplo para Ethereum Classic e Waves Platform - Fonte - Link http://www.criptomoedasfacil.com/inpay-apresenta-o-primeiro-blockchain-duplo-para-ethereum-classic-e-waves-platform/

Fim

Brasília-DF, Brasil, 16/07/2017

Maçonaria Oculta - Decreto Grau 666 - 7º Nível - 49ª Potência

SÓ A FRATERNIDADE E UNIÃO ENTRE OS SERES HUMANOS, DO MUNDO, PODERÁ RESOLVER OS PROBLEMAS SOCIAIS, AMBIENTAIS, ECONÔMICOS, FINANCEIROS E DE RELACIONAMENTO, DO PLANETA TERRA. NÃO HÁ IDEOLOGIA SUPERIOR À FRATERNIDADE UNIVERSAL

“O poder que os homens possuem, no Planeta Terra, serve para nos ensinar que o maior PODER DO MUNDO é o PODER de dominar-se a si mesmo, que é um PODER MENOR, que te leva ao PODER MAIOR, QUE É NÃO TER PODER ALGUM, QUE É O MAIOR DE TODOS OS PODERES”.

"No vazio, na solidão e no silêncio da mente, a consciência pura, imóvel, sem movimento, integrada ao "Não-Ser", "Causa Sem Causa", por "Não Ser", junto com a "Causa Sem Causa", como a gota de água da chuva que cai pelo espaço e se integra, novamente, ao oceano, "capta instantaneamente", de forma absoluta, todas as infinitas possibilidades de "Ser" que o "Não-Ser" pode vir a assumir existencialmente, nas infinitas dimensões, ontologicamente falando, "ao mesmo tempo", na eternidade, factualizando suas infinitas possibilidades de consciência consciente, cópia, imperfeita, em processo de realização da perfeição do Pai Universal Único, da consciência inconsciente absoluta".

Atenciosamente,

Rogerounielo Rounielo de França
Advogado - OAB-SP 117.597
Especialista em Direito Público
Especialista em Marketing - FGV - Núcleo de Brasília
Participante do Fórum de Discussão “Segundas Filosóficas” - “http://segundasfilosoficas.org - “Somos capazes de sonhar com um mundo melhor. Seremos também capazes de projetá-lo e de efetivamente construí-lo?”

Fim